Screen

Profile

Menu Style

Cpanel

Educação Judaica

Desde a Educação Infantil, os alunos são convidados a conhecer e participar de mais de 5.000 anos de história.

Os valores judaicos são a base da identidade da Escola, que oferece uma série de projetos inovadores, conectando o judaísmo às grandes questões do mundo contemporâneo. A Educação Judaica estuda a arte, os conflitos da atualidade, questões polêmicas como eutanásia e aborto, manifestações de preconceito na sociedade, além de literatura, história e tradição. O ensino da língua hebraica está contextualizado na cultura.

Pesquisar sobre os grandes pensadores judeus, como Einstein, Freud,Hannah Arendt; participar do movimento da dança folclórica israeli; comemorar as festas do calendário judaico. Estas são algumas das maneiras como a Educação Judaica se manifesta no Israelita.

Elaboramos esta edição para que todos tenham acesso a essas importantes informações e possam participar da proposta de vivência judaica do Israelita.

A dança israeli integra o currículo escolar até o 4º Ano do Ensino Fundamental. A partir do 5º ano, ela se torna opcional, formando grupos de dança por série, que perduram até o fim do Ensino Fundamental II. No Ensino Médio, os alunos de todas as séries formam a Leakat Chai (que em hebraico significa vida). Esses grupos reúnem jovens para contar, através do corpo em movimento, a história, os costumes e a tradição do povo judeu. Eles representam a Escola nos mais diferentes eventos, com repertório de danças folclóricas.

A solidariedade, derivada da idéia de justiça social (“Tzedaká”), é desenvolvida a partir do engajamento dos alunos ao projeto Israelita em Ação Solidária, trabalho que atribui ao voluntariado uma forma de participação consciente na vida em sociedade. Através de valores judaicos, o Israelita oportuniza a seus alunos uma educação para a cidadania, para a consciência do coletivo.

Assim, o judaísmo se constitui como fonte e sustentação para a participação num mundo plural, garantindo a continuidade de um povo e contribuindo para a valorização e o respeito às diferenças.

A Educação Judaica no Israelita é espaço para:

* estudos e debates sobre o mundo atual;

* desenvolvimento da cidadania e do senso de justiça social;

* vivência das tradições e dos valores milenares do judaísmo;

* continuidade da comunidade judaica gaúcha.

Judaísmo no Israelita

O Colégio Israelita Brasileiro tem sua essência, desde a fundação em 1922, voltada à construção e solidificação da identidade judaica, à vivência do aluno no cotidiano escolar, ao convívio, à cooperação, ao respeito, à educação solidária e à educação para a paz, visando integrar e relacionar o conhecimento dos valores judaicos e universais na construção da cidadania e de uma sociedade mais justa.

Ao definir seus princípios, explicita seu propósito de compreender e atuar na diversidade, respeitando as diferentes formas de exercer o judaísmo, garantindo espaço para a convivência com a diferença, valorizando a diversidade e o diálogo. Para tanto, busca formar cidadãos judeus conscientes e preparados para agir com respeito e autonomia , identificados com suas raízes judaicas e responsáveis por seus atos, opções, crenças e prática de judaísmo em suas vidas.

Portanto, estabelece que acolhe alunos e profissionais de diferentes correntes religiosas (que observam ou não o Kashrut), filhos de casamentos mistos, convertidos, alunos e profissionais de outros credos, alunos com necessidades especiais, desde que integrados aos princípios norteadores da Escola.

O Israelita assume sua condição de Escola Comunitária, aberta, inclusiva e plural, percebendo-se como agente na mediação entre os valores praticados pelas famílias e a convivência saudável entre todas as individualidades no espaço escolar, trabalhando as diferenças para que elas se tornem fatores de crescimento e reconhecimento.

Ao assumir-se como Escola aberta, reitera sua condição de instituição participativa e atuante na sociedade em que está inserida e reforça sua intenção de capacitar seus alunos e profissionais a terem uma visão ampla e plural do meio em que vivem, incentivando-os a pensar e atuar eticamente e a agir reflexiva e criticamente.

O Colégio Israelita Brasileiro reconhece sua responsabilidade como polo de centralidade comunitária e, por isso, assume sua intenção de desenvolver um judaísmo vivo, atuante , capaz de manter as tradições, valorizar a cultura judaica e contribuir para a continuidade do povo judeu, não apenas através do trabalho desenvolvido pela Educação Judaica da Escola, mas pelo conjunto de todas suas ações. Reitera o objetivo de formar lideranças comunitárias, com espírito empreendedor.

Ratifica seus laços profundos com o Estado de Israel – centro espiritual e político do povo judeu - numa concepção Sionista.

“Dever de respeitar e direito de ser respeitado” - Mitzvá lechabed vezchut lechavod

Para aprofundar os seus conhecimentos sobre as festividades, os eventos e o vocabulário básico, acesse o link EDUCAÇÃO JUDAICA

/23
Tags:
Classificação (Votos: )
Comentários: ()

Parceiros

Você está aqui: Home